O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Educadoras Sociais da Unidade Oblata de Juazeiro participam de evento promovido pelo Ministério Público

O evento aconteceu nos dias 11, 12 e 13 de setembro.

Ana Paula, Ellen Sabrina, Joice Oliveira e Iana Joane, trabalhadoras sociais da Pastoral da Mulher de Juazeiro, Unidade Oblata no interior da Bahia, participaram nos dias 11, 12 e 13 de Setembro, no Hotel Rapport, da Oficina sobre a lei Maria da Penha, o sistema de justiça e a rede de atenção e enfrentamento à violência.

O evento foi promovido pelo  Ministério Público do Estado da Bahia, por intermédio do Grupo de Atuação em Defesa das Mulheres – GEDEM, o mesmo tem como objetivo sensibilizar as pessoas e entidades governamentais e da sociedade civil no compromisso e atitude com a Lei Maria da Penha.

A Lei 11.340, popularmente conhecida como Lei Maria da Penha, cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos do art. 226 da Constituição Federal, da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres e da Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e a Violência contra a Mulher; dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher; altera o Código de Processo Penal, o Código Penal e a Lei de Execução Penal; e dá outras providências.

 As oficinas acontecem em cidades onde existem Delegacia da Mulher. Além de Juazeiro, as oficinas já aconteceram em Teixeira de Freitas, Candeias, Salvador, Vitória da Conquista, Porto Seguro, Alagoinhas, Camaçari e outras.

Assim mais uma vez a Pastoral da Mulher se faz presente, por acreditar na mulher, na igualdade de gênero, no combate a violência, como também no trabalho em rede.


Fonte: Pastoral da Mulher de Juazeiro

Voltar 


março 2017
 DSTQQSS
S   1234
S567891011
S12131415161718
S19202122232425
S262728293031 









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069