O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

sexta-feira, 13 de março de 2015

Agentes da Pastoral da Mulher de Juazeiro participam da “Conversa com o Ministério Público”

Fernanda Lins e Iana Joane representaram a Pastoral.

O procurador-geral de Justiça, Márcio Fahel, esteve em Juazeiro no último dia 12/03, para ouvir as demandas das comunidades da região relacionadas às áreas de atuação do Ministério Público. A iniciativa faz parte do projeto "Conversa com o Ministério Público", que tem como objetivo promover uma maior integração da instituição com as comunidades do interior do estado, e foi realizada no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães.

Dentre as principais questões destacadas pela comunidade estavam a proteção às crianças e adolescentes, a violência contra a mulher e o desrespeito aos direitos da população LGBT, a atuação de policiais militares, a situação das cadeias públicas, a falta de infraestrutura nos postos de saúde, a necessidade de mais promotores de Justiça para a região, a poluição sonora, o avanço das drogas, as explosões a caixas eletrônicos, o aumento abusivo de preços e questões ambientais, como a ocupação desordenada das áreas ribeirinhas e a poluição do Rio São Francisco.

As demandas apresentadas foram respondidas pelo procurador-geral de Justiça, pela secretária-geral do MP, promotora de Justiça Ediene Lousado, pelo coordenador de Gestão Estratégica, promotor de Justiça Marcelo Guedes, pela coordenadora da Promotoria Regional de Juazeiro, promotora de Justiça Lolita Lessa, e pelos promotores de Justiça da região.

Além de terem suas perguntas respondidas, os participantes puderam conhecer mais sobre a atuação do Ministério Público e foram informados sobre os projetos estratégicos em desenvolvimento na região.

A Pastoral da Mulher se fez presente através das trabalhadoras sociais, Fernanda Lins e Iana Joane.



Fonte: Pastoral da Mulher de Juazeiro

Voltar 


julho 2018
 DSTQQSS
S1234567
S891011121314
S15161718192021
S22232425262728
S293031    









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069