O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

domingo, 16 de agosto de 2015

Pastoral da Mulher de BH participa das Pré-Conferências Municipais

Representantes da Pastoral representaram a Unidade em duas Pré-Conferências.

A Pastoral da Mulher de Belo Horizonte (Unidade Oblata em Minas Gerais) participou da Pré-Conferência Municipal da Regional Centro Sul de Assistência Social e da Pré-Conferência de  Políticas para as Mulheres. Na primeira, a Unidade Oblata foi representada por Viviane Fonseca, integrante da equipe da Pastoral da Mulher e, na segunda, pela Ir. Evelyn Caroline e Isabel Brandão.


A Pré-Conferência de Assistência Social da Regional Centro-Sul contou com a participação de 220 pessoas representantes dos usuários, dos trabalhadores e de entidades que atuam nessa área. O momento foi oportuno para o público discutir e propor melhorias de políticas públicas do Sistema Único de Assistência Social de Belo Horizonte (SUAS-BH). Além disso, foram eleitos 58 delegados que representarão a região na Conferência Municipal, marcada para os dias 21 e 22 de agosto. O encontro regional aconteceu na última semana, no auditório da Secretaria Municipal de Educação, bairro Santo Antônio.


Para nortear as discussões, os inscritos foram divididos em cinco grupos e discutiram os eixos do tema central “Consolidar o SUAS de vez, rumo a 2026”, que são Dignidade Humana e Justiça Social: princípios fundamentais para a consolidação do SUAS no pacto federativo; Participação Social como fundamento do Pacto Federativo no SUAS; Primazia da responsabilidade do Estado: por um SUAS Público, Universal, Republicano e Federativo; Qualificação do Trabalho no SUAS na consolidação do Pacto federativo; e Assistência Social é direito no âmbito do pacto federativo.

No decorrer do evento, foram destacadas algumas ações do poder público no setor, como a proteção às famílias, enfrentamento de situações de vulnerabilidade social, a integração de pessoas com deficiência, entre outras formas de atuação. A expectativa da usuária Arli Abrão, de 29 anos, é que benefícios e oportunidades andem juntos para a promoção do cidadão. “Não basta ter só benefícios, também precisamos de oportunidades de trabalho”, observou. Já a Analista de Políticas Sociais, Kellen Cristina, defendeu ampliação de recursos humanos e melhoria nos espaços físicos para o aprimoramento da qualidade do atendimento ao público.

 

Pré-Conferência de Políticas para Mulheres da Regional Centro-Sul discute direitos, inclusão e igualdade

 

Mulheres de todas as idades e engajadas na luta pelos seus direitos marcaram presença na IV Pré-Conferencia de Políticas para as Mulheres da Regional Centro-Sul. O encontro aconteceu na quarta-feira, dia 12, no Auditório do Centro Universitário UNA, com 105 participantes. Na oportunidade foram discutidos temas referentes a igualdade de gênero, inclusão e proteção da mulher dentro e fora de casa.


 A abertura do evento contou com a apresentação do grupo de teatro Morro em Cena, composto somente por mulheres, que apresentou o cordel "O marido que comprou uma bunda a prestação", expondo com muito humor e música, a imagem da mulher. “Nossos direitos estão caminhando, mas temos muito que melhorar, inclusive sobre a ditadura da beleza”, opinou a atriz Herlen Romão.


 Outro assunto do fórum foi a expansão do espaço de participação das mulheres no parlamento, em palestra da coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres, da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Minas Gerais (Federaminas), Eliana Piola. “O homem já nasce com uma bola no pé, chutando e disputando. E a mulher com uma boneca para cuidar”, observou. Ela acrescentou, ainda, que a mulher deve estar ao lado do homem com todos os seus direitos resguardados, prezando pela igualdade.

Cida Vieira (Presidente de Aprosmig), Isabel Brandão e Ir. Evelyn Caroline.

Além de também defender maior participação da mulher na política, o secretário da Regional Centro-Sul falou de respeito. “É importante trabalhar as políticas sociais voltadas para os direitos da mulher para combater o assédio e a violência”, pontuou. A segurança foi reforçada pela presidente da Associação das Prostitutas de Minas Gerais (Aprosmig), Cida Vieira. “É a primeira vez que participamos de um evento desse porte, e lutamos por melhorias na segurança das profissionais do sexo”, disse.

Para expor ideias e discutir propostas de políticas públicas, os inscritos foram divididos em cinco grupos. Dona Edith Batista, de 78 anos, integrou um deles e disse que gosta de participar desse tipo de fórum para aprender mais sobre seus direitos como mulher e idosa. Além disso, os integrantes dos grupos elegeram 33 delegadas que representação a região Centro-Sul na Conferência Municipal, marcada para os dias 4 e 5 de setembro, na Câmara Municipal.


Fonte: Pastoral da Mulher e Blog Regional Centro Sul

Voltar 


junho 2018
 DSTQQSS
S     12
S3456789
S10111213141516
S17181920212223
S24252627282930









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069