O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Integrante da Pastoral da Mulher de Juazeiro participa da 4ª CNPM em Brasília

Joice Oliveira representou a Pastoral na 4ª CNPM

“Não permitir retrocessos!” Com este lema, cerca de três mil mulheres de todo o Brasil reúnem-se para a 4ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres (4ª CNPM), realizado de 10 a 12 de maio, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília/DF, que contou com a participação da presidente Dilma Rousseff na cerimônia de abertura.

No encontro, representantes dos 26 Estados e do Distrito Federal debatem avanços relacionados aos direitos das mulheres e fazem o diagnóstico das conquistas obtidas nos últimos anos.

Com o tema “Mais direitos, participação e poder para as mulheres”, a 4ª CNPM tem como desafio aprofundar a democracia e assegurar a consolidação das políticas já colocadas em prática. Nesta edição, mais de 2,5 mil cidades participaram de conferências municipais e intermunicipais. Todos os Estados e o DF realizaram as suas etapas estaduais.

A pluralidade típica da cultura brasileira esteve presente em todas as etapas da 4ª CNPM. Todas convergiram na defesa de mais direitos no mundo do trabalho, no enfrentamento à violência, mais participação nos espaços políticos, nas decisões, e mais poder para as mulheres. Como resultado, serão feitas recomendações para o Plano Nacional de Políticas para as Mulheres (PNPM).

Nesse sentido, a Pastoral da Mulher, Unidade da Rede Oblata no Vale do São Francisco, representada pela pedagoga Joice Oliveira, que atua como educadora social na instituição, se fez presente ao evento, que visa mostrar todo o poder de resistência e de luta das mulheres. Vale ressaltar que, as conquistas da última década permitiram muitos avanços em direitos fundamentais como o acesso à moradia, saúde, educação, trabalho e renda para as mulheres e suas famílias.

O evento, que contou com a participação da Pastoral da Mulher de Juazeiro e de representantes de outras Unidades da Rede Oblata, reafirma o compromisso que a instituição possui de lutar pelos direitos das mulheres, principalmente àquelas vulneráveis ao contexto da prostituição.

Joice Oliveira e Rosi Costa representaram as Unidades Oblatas: Pastoral da Mulher de Juazeiro e a Unidade Antonia (São Paulo) respectivamente.


Fonte: Pastoral da Mulher de Juazeiro / AssCom

Voltar 


janeiro 2018
 DSTQQSS
S 123456
S78910111213
S14151617181920
S21222324252627
S28293031   









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069