O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Pastoral da Mulher de BH toma posse no Conselho Municipal de Direitos da Mulher

O Conselho, além de estimular, visa apoiar os casos que envolvem a mulher.

O prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, e o Secretário Municipal Adjunto de Assistência Social, Marcelo Alves Mourão, deram posse na manhã desta terça-feira, 05/07, aos membros do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Belo Horizonte, exercício 2016/2017. A Pastoral da Mulher de BH, Unidade Oblata em Minas Gerais, foi uma das entidades representantes da sociedade civil, eleita novamente para compor este Conselho. Em nome da Pastoral, tomaram posse Isabel C. Brandão, como conselheira titular, e a Ir. Ivoni Grando, como conselheira suplente.

No evento, que aconteceu no Teatro Marilia, também tomaram posse os conselheiros do Conselho Municipal do Idoso, e se iniciou com uma apresentação do Grupo de teatro Sementes, “A Rainha e a Cidadania”, mostrando de forma lúdica os fundamentos do Estatuto do Idoso como instância de proteção de direitos.

O  Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – CMDM foi Criado pela Lei nº 6.948, em 14 de setembro de 1.995 e seu objetivo é formular políticas públicas relacionadas à melhoria da qualidade de vida da mulher, buscando assegurar a plena igualdade nos planos político, econômico, social, cultural e jurídico, exercendo também o papel do controle social sobre estas políticas.

Assim, o Conselho se preocupa em estimular, apoiar e desenvolver estudos, pesquisas e debates sobre a identidade de gênero e raça, receber, examinar e encaminhar aos órgãos competentes denúncias de discriminação e violência contra a mulher, apoiar os movimentos sociais em favor das mulheres, promover intercâmbios e formar convênios com organismos nacionais e internacionais, públicos e privados.


Isabel Brandão assumiu como Conselheira Titular.


Ir Ivoni Grando, como conselheira suplente.


Teatro Marília


O Grupo de teatro Sementes, apresentando “A Rainha e a Cidadania

Fonte: Pastoral da Mulher de Belo Horizonte

Voltar 


agosto 2018
 DSTQQSS
S   1234
S567891011
S12131415161718
S19202122232425
S262728293031 









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069