O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Rede inicia discussão sobre campanha de prevenção ao tráfico de pessoas durante a Copa 2014

Baseada em exemplos de outros países que também já sediaram eventos esportivos de grande porte, a Rede Um Grito pela Vida começou a discutir uma campanha veventiva ao tráfico de pessoas durante a Copa 2014.

Por Rogéria Araújo

Remoções de comunidades, obras que vão alterar o cotidiano de milhares de moradores, gastos desnecessários, investimentos sem consulta pública, construções exorbitantes e reformas de estádios, limpeza social. São muitas as denúncias que já se formulam por organizações populares diante da aproximação da Copa do Mundo, que acontecerá em 12 cidades brasileiras, em 2014. Além de todas essas questões, está o tráfico de seres humanos, uma vez que eventos de grandes portes costumam alimentar o crescimento deste crime.

Foi pensando nessa possível realidade - e baseada em exemplos de outros países que também já sediaram eventos esportivos de grande porte - que a Rede Um Grito pela Vida, reunida em Goiás, começou a discutir uma campanha preventiva ao tráfico de seres humanos durante a Copa 2014.

As cidades sedes cotadas para sediar os jogos são Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Brasília, Fortaleza, Salvador, Recife, Natal, Cuiabá e Manaus.

A discussão, explica irmã Gabriella Bottani, é apenas o passo inicial do que possa vir a ser a campanha. Segundo ela, o objetivo desse primeiro momento foi o de fazer uma análise geral da situação e um rápido diagnóstico do que essas cidades têm em comum para serem sedes do evento.

"O risco de tráfico em grandes eventos esportivos existe ou não?", indagou a irmã para a plateia de religiosas. Como a resposta foi positiva, começou a explorar exemplos na Alemanha, que desenvolveu verdadeiras ilhas de tráfico de pessoas. "Ao longo de nossas discussões aqui no encontro, ficou bem claro que o contexto de sistema que produz o trafico é o capitalismo. E a Copa do Mundo é uma das expressões maiores desse modelo", falou Bottani, durante a apresentação.

Depois da explanação, as religiosas se dividiram em grupos e se ocuparam de discutir o evento por região, motivadas pelas seguintes questões: "Quais são as características dessas cidades escolhidas para sediar a Copa do Mundo de 2014?" e "Que tipo de turismo essas cidades já oferecem?".

O resultado apresentado pelos grupos foi de que essas cidades já possuem um perfil onde há a presença de prostituição e exploração sexual, inclusive infantil, de uma forma bastante acentuada; Também citaram a questão social de diversas populações, e que muitas obras são oferecidas como ganhos para as cidades, mas que, no fundo, pretendem apenas facilitar o trânsito e tráfego para um tipo de turismo que pode ser nocivo para estas mesmas cidades.

Até 2014, o assunto será tratado frequentemente pela Rede Um Grito pela Vida, com o objetivo de concretizar a Campanha Preventiva ao Tráfico de Pessoas na Copa do Mundo de 2014.

Fonte: Adital

Voltar 


novembro 2018
 DSTQQSS
S    123
S45678910
S11121314151617
S18192021222324
S252627282930 









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069