O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Força Feminina une-se a entidades feministas contra a violência à mulher

O evento fez parte da Campanha dos 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher, bem como da campanha “Não perca a fé, nem o sorriso. Lute conosco” desenvolvida pelo Instituto das Irmãs Oblatas.

Unindo forças com as mais diversas entidades feministas e militantes contra a violência sofrida pelas mulheres, a Unidade Força Feminina saiu em caminhada pelas ruas de Salvador, no percurso da Praça da Piedade à Praça da Sé, considerado um dos locais de prostituição da cidade, onde a Unidade desenvolve o trabalho de apoio às mulheres em situação de prostituição.

O evento, ocorrido no último dia 29 de novembro, fez parte da Campanha dos 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher, bem como da campanha “Não perca a fé, nem o sorriso. Lute conosco” desenvolvida pelo Instituto das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor, que atua diretamente com um público feminino, onde muitas delas são vitimas dessa violência.


Durante o percurso, que movimentou cerca de oitenta pessoas, dentre homens e mulheres engajados na campanha, carregando faixas, cartazes e promovendo a distribuição de panfletos, contou com a presença da banda “A Mulherada”, embalando a passeata até a Praça da Sé, de autoridades políticas, inclusive, a presença de Cecília Sacramento, vice-prefeita eleita em Salvador.

Para Fernanda Priscila, coordenadora da Unidade Força Feminina, “o movimento teve dois eixos importantes e fundamentais: primeiro a articulação dos diferentes grupos, instituições, órgãos governamentais e não governamentais a cerca da luta dos direitos das mulheres e pelo fim da violência contra elas. E segundo por proporcionar às mulheres atendidas pela Unidade Força Femininas soltarem a voz e gritar as violências que sofrem dentro do contexto da prostituição”.


Fonte: AssCom/Unidade Força Feminina

Voltar 


julho 2017
 DSTQQSS
S      1
S2345678
S9101112131415
S16171819202122
S23242526272829
S3031     









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069