O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Projeto Antônia participa de eventos pelo fim da violência contra a mulher

“A violência às mulheres não é ‘NORMAL’ nem ‘NATURAL’. Não a aceite.”

Com o motivo dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência as mulheres, o Projeto Antonia marcou presença em alguns eventos em articulação com outras entidades (ONGs e Governamentais) nesta luta, que é de todas e de todos que lutam pela PAZ.

Nesse sentido, de apoio ao movimento e na articulação das Redes Oblatas, o Projeto Antonia participou do Seminário organizado pelo Conselho Estadual da Condição Feminina de São Paulo, ocorrido no Auditório Espaço da Cidadania "André Franco Montoro", sede da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania, e teve como tema: “Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres”. Na oportunidade foram debatidos: o Enfrentamento ao Tráfico de Mulheres, A mulher e o Mercado de Trabalho e Avaliação da Participação da Mulher nas Eleições Municipais de 2012 e os resultados obtidos.

O evento contou com a presença de militantes e líderes de instituições na luta pelos direitos das mulheres entre elas, a Dra. Rosemary Correia – Delegada Rose, presidente do Conselho Estadual da Condição Feminina, Dra. Dalila Eugênia Maranhão Dias Figueiredo, presidente da Associação Brasileira de Defesa da Mulher, da Infância e Juventude – ASBRAD – que abordou o Enfrentamento ao Tráfico de Mulheres, além das demais que apresentaram suas experiências de luta e sonhos de vida melhor para as mulheres.

Ainda promovendo o incentivo dos direitos das Mulheres e na luta contra a violência, o Projeto Antonia participou de eventos de reivindicação de direitos das mulheres marcadas pela violência, promovidos durante os 16 dias de ativismo. Neste sentido a “União de Mulheres de São Paulo” que se articula com várias entidades, dentre outras: Grupo “Maria Maria”, SOFI (Org. Feminista), Projeto de Mulheres Promotoras Legais Populares, teve a iniciativa de convocar à reuniões de preparação desses eventos. Um deles promovido hoje, dia 07/12 que consiste numa passeata que saindo do Pátio do Colégio até a Defensoria Pública, onde se fará um gesto simbólico chamado de “ABRAÇO SOLIDÁRIO”, mediante o qual, se alertará a referida entidade sobre seu papel como instrumento constitucional de defesa dos direitos das mulheres em situação de violência doméstica familiar e intrafamiliar para fazer acontecer assim a Lei Maria da Penha.

Fonte: Projeto Antonia

Voltar 


maio 2017
 DSTQQSS
S 123456
S78910111213
S14151617181920
S21222324252627
S28293031   









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069