O que fazemos
Belo Horizonte/MG
Salvador/BA
Juazeiro/BA
Sto Amaro-São Paulo/SP
Centro Vocacional Oblata
Acompanhamento Vocacional
Depoimentos
Divulgação
Países
Sobre Padre Serra
Abertura do Bicentenário
No Brasil
Artigos
Pesquisas
VII Encontro -2009
VIII Encontro - 2010
IX Encontro - 2011
Tráfico de Pesssoas
Encontro da Rede
Unidades Oblatas
Capítulo Provincial
Seminário
Comunicação
Encontro da Rede Oblata
Projetos Mundo
Projetos Brasil
Diga NÃO à violência contra Mulher
Capacitação
Outros
Comunidades
Comemorações
Cirandas Parceiras
Projetos Oblatas
Compartilhai
Jornal da Rede Pastoral Oblata
Pastoral da Mulher de Belo Horizonte - MG
Pastoral da Mulher de Juazeiro - BA
Economia Solidária
Tráfico de Seres Humanos
Prostituição
Violência Contra a Mulher
Jornal da Rede
Comunidade
Celebrações
Cursos
Oficinas
Sensibilização
Igreja do Brasil
Cidadania
Direitos Humanos
Gênero
Projetos Pastorais
Cultura
Igualdade

quarta-feira, 15 de março de 2017

Manifestação massiva em BH contra a reforma da Previdência

150 mil pessoas participaram do ato contra a reforma da previdência.

17264466_10202744167361582_1249205931387339839_n

O projeto de reforma  da Previdência Social enviado ao Congresso Nacional é um grave ataque aos direitos dos trabalhadores, especialmente das trabalhadoras. Ao propor a mesma idade de aposentadoria para homens e mulheres o que se propõe na verdade é acabar com mecanismo que visa compensar minimamente as mulheres pelas injustiças que sofrem ao longo de sua vida profissional.

Esta diferenciação está prevista na Constituição de 1988. A aposentadoria antecipada das mulheres foi adotada para compensar o fato de que elas assumem a maior parte das tarefas domésticas e o cuidado dos filhos, e o fato de que  elas vivenciam uma condição mais desfavorável no mercado de trabalho, no qual sofrem discriminação e recebem salários inferiores.

A nova regra proposta pelo governo prevê idade mínima para aposentadoria de 65 anos para todos e coloca mulheres no centro do debate sobre desigualdade no mercado de trabalho. O mais grave, para as mulheres, é a mudança no tempo mínimo de contribuição para acessar a aposentadoria, de 15 para 25 anos. Com o aumento da exigência do tempo de contribuição, quase metade das trabalhadoras pode não conseguir se aposentar no futuro.

17155163_10202744169761642_972655951510062083_n

Em Belo Horizonte umas 150 mil pessoas participaram do ato contra a reforma da previdência  nesta quarta-feira (15) pelas ruas do Centro de Belo Horizonte. A concentração do ato se realizou  às 10.00 h. na praça da Estação. De lá, eles seguiram até a praça Sete, subiram a avenida Amazonas até a praça Raul Soares e, finalmente, foram até a praça da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Fonte: Projeto Oblata BH - Diálogos pela Liberdade

Voltar 


julho 2017
 DSTQQSS
S      1
S2345678
S9101112131415
S16171819202122
S23242526272829
S3031     









 

Busca:
 

Na sua opinião, por que as mulheres estão curtindo sexo anal?

 
 

 


Home . Apresentação . Histórico . Mística . Missão . Cadastre-se . Localização . Links . Trabalhe Conosco . Contato
Copyright 2006 – Instituto das Irmãs Oblatas do SSmo Redentor - Todos os Direitos Reservados
fale conosco: info@oblatas.org.br Tel: 11 2673-9069